Tutorial: Sutura em emergência, Técnica de sutura básica!

Sutura em situações de emergência.

Primeiramente devo salientar que a pratica de sutura (costurar tecidos anatômicos) é uma arte de exclusividade médica, desta forma sua realização por outros profissionais estão sujeitas a punições éticas e legais previstas pela lei.

Esse tutorial visa instruir o básico da sutura para situações de emergência, onde instituições de saúde ou profissionais capacitados estejam fora do alcance, como muitas situações apocalípticas discutidas nesse fórum.

Sutura

É um procedimento utilizado desde os tempos antigos, citados na historia a mais de 2000 anos, nos tempos antigos vários tipos de materiais já foram utilizados para realizar suturas, como crina de cavalo, seda e algodão. Nos tempos atuais estes materiais entraram em desuso visto o avanço tecnológico e a necessidade de evitar infecções nos locais de sutura.

O fio de sutura ideal deve ser resistente e de diâmetro reduzido, a agulha de sutura deve ser curva em formato de meia lua.

Existem atualmente dois tipos de fios de sutura: absorvíveis e não absorvíveis.

Absorvíveis: conhecidos também como catgut (normal ou cromado) são fibras naturais feitas através do intestino de alguns tipos de animais, este material tem alta resistência e elasticidade, é conservado em solução etílica para evitar sua degradação, este material é muito utilizado para realização de suturas internas, sendo absorvido com o passar dos dias, semanas e meses (de acordo com o tipo de catgut).

Não Absorvíveis: São feitos de material extremamente resistente como aço cirúrgico, poliéster, linho ou seda cirúrgica. Este material apresenta uma resistência superior aos fios absorvíveis, porem pelo fato de não serem absorvidos pelo organismo devem ser retirados após breve período de tempo, este material é utilizado em cirurgias ortopédicas ou suturas externas (pele etc).

Todo material de sutura será considerado pelo sistema imunológico um agente estranho, criando um processo inflamatório ao redor de sua colocação, sendo menor nos fios absorvíveis, por este motivo devem ser retirados em qualquer sinal de inflamação exacerbada.

Em uma situação de emergência você deve saber a aparência desses materiais, os normalmente comercializados são vendidos em caixas de 50 a 100 unidades.

Existem dezenas de técnicas de sutura, porem como ninguém aqui será um especialista em sutura demonstrarei as técnicas mais simples, o ponto simples separado e continuo.

A tecnica requer treinamento, porém é necessario aprender a profundidade da realização da sutura.

Ponto simples separado.

É uma sutura forte e utiliza menor quantidade de material, é rápida de ser realizada, porém é responsável pela formação de cicatrizes grandes.

Ponto simples continuo

É uma sutura mais fraca, porém deixa uma cicatriz menor, é mais demorada que a sutura simples, mais não necessita de vários pontos, deve tomar cuidado para não tracionar de forma excessiva para não necrosar o tecido. O gasto de material é muito maior que no ponto simples separado.

Para realizar este tipo de procedimento é necessário alguns equipamentos:

Porta agulha: equipamento de suporte para a agulha, permite maior destreza do profissional ao realizar a sutura, pode ser substituído por uma pinça Kelly ou outras de curativo, porem diminuem a destreza ao suturar, pode ser improvisado por algum tipo de alicate ou manualmente porém requer muita destreza manual.

Porta agulha

Pinça Kelly

Segunda pinça: serve para auxiliar suportando o tecido e ajudando no processo de sutura, pode ser outro porta agulha, pinça de curativo ou pinça anatômica.

Pinça anatômica

Lamina: É necessário algum tipo de material laminado, recomendo bisturi, porem tesouras podem servir bem nessa fase, servirão somente para cortar o fio na técnica de pontos separados.

Material de curativo: gazes, faixas e fitas adesivas, para proteger o local, se o ferimento estiver sujo podemos acrescentar soluções anti-sépticas como álcool 70%, água oxigenada ou PVPI (Povidine).

Se tiver ao alcance a utilização de anestésico local pode ser de grande utilidade, lidocaina 2% com ou se vaso (adrenalina), seringas e agulhas para sua administração de forma intradermica.

Por AlexSavage

Por esse e mais Artigos de Sobrevivência, acesse: Zombies.com.br/Forum

Share

7 Responses to “Tutorial: Sutura em emergência, Técnica de sutura básica!”

Leave a Reply